Cálculo tarifário e metodologias

por: SGT - publicado: 24/02/2016 19:54, última modificação: 01/03/2016 18:04
Nesta seção, você encontra informações sobre o cálculo da tarifa e as metodologias empregadas para a composição da tarifa de energia elétrica.

METODOLOGIA DE CÁLCULO TARIFÁRIO DA GERAÇÃO

  • Receita Anual de Geração

    Receita Anual de Geração

    A RAG é o valor a que o gerador tem direito pela disponibilização da Garantia Física, em regime de cotas de garantia física, de energia e de potência da usina hidrelétrica.

  • Cota de Garantia Física

    Cota de Garantia Física

    Os Contratos de Cota de Garantia Física (CCGF) são assinados por geradores e distribuidoras para assegurarem o fornecimento de energia elétrica.

METODOLOGIA DE CÁLCULO TARIFÁRIO DA TRANSMISSÃO

  • Receita Anual Permitida

    Receita Anual Permitida

    A Receita Anual Permitida (RAP) é a remuneração que as transmissoras recebem pela prestação o serviço público de transmissão aos usuários.

  • Tarifa de Uso da Transmissão

    Tarifa de Uso da Transmissão

    O pagamento do uso do sistema de transmissão é feito por meio da aplicação das Tarifas de Uso do Sistema de Transmissão – TUST, reajustadas anualmente.

  • Encargo de Conexão

    Encargo de Conexão

    O Encargo de conexão ao Sistema de Transmissão é remuneração que a transmissora recebe dos usuários conectados em DIT de uso exclusivo.

METODOLOGIA DE CÁLCULO TARIFÁRIO DA DISTRIBUIÇÃO

Voltar

O que é Fator X?

O que é Fator X?

por: SGT - publicado: 25/11/2015 16:43, última modificação: 21/09/2016 11:22

É um índice fixado pela ANEEL na época da revisão tarifária. Sua função é repassar ao consumidor os ganhos de produtividade estimados da concessionária decorrentes do crescimento do mercado e do aumento do consumo dos clientes existentes. Existe uma tendência que no longo prazo as concessionárias de distribuição aumentem a quantidade do mercado e melhorem suas práticas de gestão, de modo a aumentar os ganhos. O fator X busca repassar parte desses ganhos aos consumidores.

O fator X funciona, na maioria das vezes, como um redutor dos índices de reajuste das tarifas cobradas aos consumidores. É um percentual que será deduzido do IGP-M* (índice definido nos contratos de concessão para a atualização monetária dos custos gerenciáveis) nos reajustes tarifários anuais posteriores à revisão periódica

O Fator X é composto por 3 componentes:

1.    O Componente Pd mensura os ganhos de produtividade das distribuidoras de energia elétrica

2.    O Componente Q avalia a qualidade dos serviços técnicos e comerciais prestados por cada distribuidora aos seus consumidores.

3.    O Componente T ajusta, ao longo de um período definido, os custos operacionais observados de cada concessionária ao custo operacional eficiente.

Para saber mais leia o Submódulo 2.5 do PRORET.